Por que ensinar a plantar é a melhor herança para os filhos?

Postado por Fernanda Werner em

Ditados viram populares, porque resumem em poucas palavras grandes saberes com várias aplicações na vida até os dias atuais. Você colhe o que planta. Causa e efeito. Os ensinamentos que permeiam o plantar são muitos e são capazes de moldar as escolhas e a personalidade de uma criança envolvida pela relação de amor familiar e respeito à natureza.

Quem não lembra do orgulho que sentiu quando viu o primeiro broto de feijão germinar num algodão? Imagine seus filhos (e você) podendo aprender com as outras etapas desse desenvolvimento, que provavelmente você não havia visto na infância. Ter paciência, suprir as necessidades de um ser, lidar com frustrações e solucionar problemas são alguns exemplos de lições que a jardinagem nos proporciona. Esse contato com a natureza cria senso de pertencimento e laços de afeto com os pais e o planeta, formando adultos mais conscientes e respeitosos com o meio ambiente.

Recentemente, o contato com a natureza passou a ser uma das recomendações da Sociedade Brasileira de Pediatria para o desenvolvimento infantil, visando a saúde mental e física da criança. 

A Mãe Natureza será uma ótima coordenadora da sua escola, poderá  contar com ela para ensinar sobre:

  • Paciência: a criança aprende que tudo tem seu tempo, não importa o quanto queremos algo precisamos aceitar as etapas
  • Atenção plena: aproveitar cada fase do desenvolvimento e as novas mudanças
  • Educação alimentar: a criança aprende sobre a origem dos alimentos e dá mais valor para a comida na mesa
  • Responsabilidade: a saúde e crescimento de um ser vivo está nas mãos de vocês, caso não haja comprometimento, não haverá colheita
  • Lidar com frustrações: talvez mesmo com comprometimento, podem ocorrer problemas inesperados. É importante que o adulto lide com suas próprias expectativas para poder ser um mediador e ajudar a criança a refletir sobre o que aconteceu e como poderão atravessar essa adversidade
Mãe ensinando a filha a plantar

Uma forma simples de promover esses e outros benefícios é tendo uma horta em casa. Vários estudos mostram que crianças que plantam sua própria comida apresentam maior probabilidade de comer frutas e vegetais e de demonstrar maiores níveis de conhecimento sobre nutrição, mantendo hábitos alimentares saudáveis no decorrer de suas vidas.

Além de estreitar as relações familiares, o hábito da jardinagem reduz o estresse, incentiva o cuidado com o meio ambiente, proporciona o acesso a ingredientes fresquinhos e até ajuda a deixar a casa mais bonita.

Para mim, a maior lição são os exemplos práticos vivenciados pela criança. Mesmo que as escolas tenham uma grande responsabilidade na formação da consciência ecológica, é em casa que os pequenos criam hábitos que levarão para o resto da vida. Por isso, a família têm papel fundamental na educação sobre sustentabilidade.

Compartilhe esta postagem



← Post anterior Post seguinte →


0 comentários

Deixe um comentário